sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Os grandes morrem de pé

Esta semana o incontornável Olho de Gato lembrou Gore Vidal. Gore polemizou como poucos, umas vezes com razão outras sem. Não sendo o meu favorito - o troféu é dos manos Hitchens- é impossível contornar a elegância estilística e profundidade intelectual dos seus ensaios ("United States 1952-1992"), dos seus artigos e das suas memórias ("Navegação Ponto Por Ponto"). Mas como surge um Gore Vidal? Acima de tudo é necessário dispor de adversários de reconhecido mérito intelectual, depois perder horas a fio entre leitura, escrita e reflexão, claro uma mãe decidida como Yvonne Jean (no caso dos ingleses) ajuda: - "if there is going to be an upper class in this country, then Christopher is going to be in it.". A elite nacional percebeu? 

Sem comentários:

Enviar um comentário