domingo, 5 de agosto de 2012

A incompetência democrática e a mancha de azeite

"O culto da incompetência é como uma nódoa de azeite; propaga-se por contágio, sendo bastante natural que, sendo endémico, seja também epidémico, e que, encontrando-se no centro e núcleo do Estado, isto é, na constituição deste, se transmita e se alastre nos hábitos e costumes do país." in "O Culto da Incompetência" - Émile Faguet, Padrões Culturais

Esta constatação data de finais do século XIX e esse simples facto leva-me a pensar o quanto estarei impregnado desta incompetência desde o dia em que nasci... Ou melhor, quantas manchas de azeite já terei eu na minha camisa?! Inquieta-me ter a roupa suja e creio que molhar a nódoa e aplicar duas a três gotas de detergente não será suficiente para me "limpar" deste sistema em que, quer queiramos quer não, continua a ser um reflexo de quem os elegeu e legitimou durante anos a fio à nossa imagem e semelhança...

Sem comentários:

Enviar um comentário