domingo, 17 de junho de 2012

Domingo

                               

E se as pinturas rupestres procuram capturar, de modo sequencial, um determinado momento? Foi nisto que Marc Azéma pensou.

Sem comentários:

Enviar um comentário