sábado, 5 de maio de 2012

A díade sobrevive


Entre um par de noites mal dormidas, acabei por ler "Direita e Esquerda - Razões e significados de uma distinção política". Nesta obra, o autor, sem necessidade de recorrer a fogo de artifício faz uma "actualização" dos conceitos de esquerda e direita. Nas primeiras páginas somos confrontados com várias questões, tais como: Será a distinção Direita e Esquerda ainda válida? Serão apenas caixas vazias de sentido? Existirá um critério distintivo? Toda a nossa existência política fica em sentido! No entanto, com a erudição habitual de um filósofo político, N. Bobbio (1909-2004) responde a tudo, neste pequeno livro (100 pág.). O leitor indaga se fiquei com as dúvidas desfeitas? Fiquei. Estamos perante uma obra de referência que não se limita a repetir as ladainhas do costume. Questiona se a dicotomia ainda é válida? Volte atrás. A resposta está no titulo do post. Se o sono voltou? Sim. Após horas de sacrifício, rendido assinei o armistício. 

Sem comentários:

Enviar um comentário